10 fevereiro 2018


De mãos dadas com o Carnaval e o S. Valentim




O clube deu as mãos aos Carnaval e ao S. Valentim.




06 fevereiro 2018




Educação para os afetos!







O Carnaval de mãos dadas com o ambiente!
Durante várias sessões os alunos projetaram, criaram e executaram as suas máscaras com recurso a cartão usado e restos de tecidos e outros resíduos.
Encontram-se agora na vitrine do clube para serem votadas. As três mais votadas serão selecionadas!






24 janeiro 2018


Momentos mágicos

Numa das sessões do Clube Saúde e o Ambiente, a sala sete foi invadida pela magia do “Professor Caná”, que do sopé da Serra de maior altitude trouxe uma caixa carregadinha de magia e até poesia, e desta forma prendeu os olhares dos elementos  do clube durante noventa minutos.
Com a sua forma simples, mas ao mesmo tempo sublime provocou sorrisos, palmas, curiosidade, interesse, satisfação e muitas aprendizagens com apelo constante à observação e exercitação de todos os sentidos.
Com magia realizaram-se atividades de português, de matemática, de educação visual, saborearam-se e conheceram-se frutos de espécies autóctones.
Obrigada professor Carlos Nabais pela sua disponibilidade e amabilidade, e, ainda, por ter proporcionado aos nossos alunos mágicos momentos.



O Natal de braço dado com a reutilização.





Também o Agrupamento de Escolas de Mundão se associou à campanha de recolha de tampinhas para ajudar a Mafalda.
Agradecemos a todos e a todas os que colaboraram!
A campanha continua! Hoje,a Mafalda, amanhã quem sabe

22 novembro 2017


Em prol da floresta autóctone
O dia 23 de novembro é considerado o Dia da Floresta  Autóctone  que é uma floresta de árvores originárias do próprio território. Neste caso, a floresta autóctone portuguesa, é toda a floresta formada por árvores originárias do nosso país, como é o caso dos carvalhos, dos medronheiros, dos castanheiros, dos loureiros, das azinheiras, dos sobreiros, etc.
As florestas autóctones estão mais adaptadas às condições do solo e do clima do território, por isso são mais resistentes a pragas, doenças, longos períodos de seca ou de chuva intensa, em comparação com espécies introduzidas. O clube de Saúde e Ambiente, atento às causas ambientais não poderia deixar passar em vão este dia. Os seus ativos elementos  fizeram alguns  atividades neste âmbito:
identificaram as espécies autóctones  da região em parceria com as aulas de História e Geografia de Portugal;  meteram as mãos nas terra e plantaram árvores fornecidas pela Câmara Municipal de Viseu, e recolheram sementes de árvores autóctones  que distribuíram pela comunidade,...

Que a semente seja lançada em prol da sustentabilidade e do bem-estar das gerações vindouras.