22 novembro 2017


Em prol da floresta autóctone
O dia 23 de novembro é considerado o Dia da Floresta  Autóctone  que é uma floresta de árvores originárias do próprio território. Neste caso, a floresta autóctone portuguesa, é toda a floresta formada por árvores originárias do nosso país, como é o caso dos carvalhos, dos medronheiros, dos castanheiros, dos loureiros, das azinheiras, dos sobreiros, etc.
As florestas autóctones estão mais adaptadas às condições do solo e do clima do território, por isso são mais resistentes a pragas, doenças, longos períodos de seca ou de chuva intensa, em comparação com espécies introduzidas. O clube de Saúde e Ambiente, atento às causas ambientais não poderia deixar passar em vão este dia. Os seus ativos elementos  fizeram alguns  atividades neste âmbito:
identificaram as espécies autóctones  da região em parceria com as aulas de História e Geografia de Portugal;  meteram as mãos nas terra e plantaram árvores fornecidas pela Câmara Municipal de Viseu, e recolheram sementes de árvores autóctones  que distribuíram pela comunidade,...

Que a semente seja lançada em prol da sustentabilidade e do bem-estar das gerações vindouras.







À semelhança de anos anteriores os alunos do clube receberam o S. Martinho com espírito de partilha e alguma azáfama. Recriaram a lenda de São Martinho, em parceria como os alunos do 5º B,  recolheram e ornamentaram provérbios alusivos à comemoração, produziram quadras e mensagens que reproduziram em folhas e castanhas com as quais deram vida ao castanheiro; confecionaram cartuchos, enfeitaram as toalhas que ornamentaram as mesas   do magusto da comunidade,  promoveram momentos de convívio e confraternização, e expuseram todos os trabalhos no átrio da escola. Esta exposição foi abrilhantada com o contributo de alguns encarregados de educação, aos quais reiteramos os nossos agradecimentos




Exercício + alimentação equilibrada = a vida saudável


O Clube de Saúde e Ambiente, no âmbito do programa PES (Programa de Educação para a Saúde) não deixou passar despercebido, o Dia Mundial da Alimentação, dezasseis de outubro,  data  escolhida pelo facto de marcar a  criação da FAO ( Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), uma organização cujo objetivo principal é elevar os níveis de nutrição e desenvolvimento rural, sensibilizando para o consumo de uma alimentação equilibrada, para os bons hábitos alimentares e consequentemente para uma boa saúde. Neste âmbito realizaram-se e continuarão a realizar-se diversas atividades conducentes à sensibilização de uma alimentação saudável, defendendo o princípio de que “pessoas saudáveis dependem de sistemas alimentares saudáveis. Com este intuito e durante as sessões os alunos:  foram “cozinheiros” e confecionaram uma excelente salada de fruta, efetuaram   pesquisas,  executaram  cartazes, analisaram filmes e ensaiaram  uma coreografia “ exercício físico+ alimentação equilibrada = a vida saudável “  que apresentaram à comunidade  apelando ao consumo de produtos saudáveis.





10 outubro 2017



Mais um galardão Eco-Escolas atribuído à Escola Eb 2,3 de Mundão por ter promovido atividades em prol do Ambiente e da Educação Ambiental. Bem hajam a todos. Sem a vossa colaboração seria impossível.





14 junho 2017


Trabalhos na horta




08 junho 2017


Participação no Dia Eco-escolas em Viseu




Trabalhos no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Ambiente


19 abril 2017



Numa das sessões do clube de Saúde e Ambiente os alunos saíram da sua sede habitual e meteram as mãos na terra para o arranque da horta biológica, munidos de enxadas, de forma alternada, e com a sua energia limparam o espaço destinado à implementação da horta. Deu gosto ver o seu entusiasmo! O trabalho vai continuar.





22 março 2017


Comemoração do Dia Mundial da Árvore 


Este ano os alunos do clube de Saúde e Ambiente comemoraram o Dia da Árvore em comunhão com elas. Sentiram-lhe o aroma, a textura,  o colorido, o porte,...Conheceram-nas.
E, entre elas realizaram um peddy-paper, exercitaram a mente e o físico com a realização de jogos pedagógicos e ambientalistas.